Dicas de como posicionar suas Câmeras de Segurança

Dicas de como posicionar suas Câmeras de Segurança

Dicas de como posicionar suas câmeras de segurança

Muito além de se preocupar com os aspectos técnicos de suas câmeras de segurança, precisamos diminuir os fatores ambiente que podem impactar no bom funcionamento de qualquer equipamento, além é claro, se faz necessário o estudo da melhor implementação possível, levando em conta as características do local.
Nós preparamos quatro dicas para que suas câmeras de segurança obtenham a melhor captação de imagens e de cobertura. É importante otimizar os resultados de cada equipamento.

#1 Faça uma análise de risco

O primeiro passo para definir em quais locais instalar suas câmeras é estudar, previamente, quais são os fatores de riscos aos quais sua empresa está exposta. Esse tipo de análise deve ser feita com base em estudos técnicos e detalhados, que apontarão os pontos críticos dentro da sua planta.

Além de identificar as áreas de maior vulnerabilidade, a análise de riscos também deve indicar o nível de criticidade de cada ponto que deve ser monitorado e estabelecer as prioridades de segurança. Com isso, é possível montar um plano de ações para contornar esses problemas.

Geralmente, os focos para vigilância são: entrada, acesso dos fundos, ambientes com objetos de valor e locais com grande fluxo de pessoas. Porém, cada um desses pontos são variáveis e mudam de acordo com cada organização. Enquanto determinada empresa pode ter mais vulnerabilidade no perímetro externo e necessitar de maior número de câmeras nos muros, outra pode ter mais riscos em seus corredores internos e entradas das salas, por exemplo, exigindo mais câmeras nos arredores de portas e janelas internas.

Por isso, é importante entender que não existem regras fixas sobre os locais exatos a serem monitorados e quais destes precisam de atenção especial. Cada caso deve ser analisado especificamente, levando em conta características como o tipo de planta, ramo de atuação, insumos manipulados, quantidade de funcionários, etc.

Após realizar sua análise de risco e definir quais áreas da sua planta terão cobertura dos equipamentos de segurança, o segundo passo é aprender a melhor maneira de implantá-los para garantir máxima eficiência e cobertura. Os pontos a seguir são bastante importantes e é essencial tê-los em mente na hora realizar as instalações. Entenda cada um eles.

 

#2 Posicionar câmeras em áreas externas

Antes de falarmos especificamente do posicionamento, é preciso dizer que ao fazer a instalação de câmeras em áreas externas, você deve assegurar que os equipamentos utilizados sejam específicos para essa finalidade, já que deverão resistir a adversidades como chuva, calor forte e outros. Uma opção é optar por caixas protetoras à prova d’água e de temperatura, que são ideais para essas circunstâncias. Também é possível proteger seu material embaixo de toldos e telhas já existentes.

Agora, voltando à questão da instalação desses equipamentos, o recomendável é posicioná-­los na direção contrária à luz do Sol, uma vez que os raios podem superaquecer o sensor das câmeras. Caso seja necessário, é possível, no máximo, posicionar o produto de forma que a energia solar atinja sua lateral ou em um ângulo indireto.

Caso use câmeras digitais, atente também para a distância das câmeras dos equipamentos de rede. Por especificação técnica, cabos IPs não devem ter mais de 100 metros de comprimento para manter a melhor performance. Além disso, certifique-se que a fonte de alimentação PoE que você usa é adequada ao funcionamento.

#3 Posicionar câmeras em ambientes internos

Podemos dizer que o posicionamento de câmeras de vigilância em ambientes internos é menos complexo do que em áreas externas, já que elas ficam menos suscetíveis a variações climáticas e danos propositais. Ainda assim, é preciso estar atento para as variáveis quanto aos diferentes locais internos e o propósito de monitoramento.

Mais uma vez, cuidado com a altura das câmeras internas. Apesar de internamente o risco de vandalismo ser menor, alguém mal intencionado pode colocar algum objeto na câmera que impeça a captura de imagens, ou simplesmente apontá-la para outro local.

É comum lembrarmos de posicionar câmeras próximo às portas. Porém, não se esqueça das janelas com visão para a rua. Câmeras internas monitorando janelas podem capturar imagens de uma invasão caso haja a câmera externa sofra algum tipo de vandalismo. Outra dica interessante é para filmagem de corredores. Para esses espaços, utilize câmeras com filmagem vertical.

#4 Cuidados com a iluminação

Por fim, um dos grandes cuidados que se deve tomar ao instalar as câmeras de monitoramento é com a iluminação do local onde serão posicionadas. Além do superaquecimento do equipamento que já explicamos acima, a luz solar externa também pode interferir na visibilidade de algum ponto a ser monitorado, que ficará prejudicado por horas até que o Sol mude de posição. Ou seja, a recomendação de posicionar a câmera contra a luz natural ou, pelo menos, apontá-las em um ângulo indireto continua valendo para trazer nitidez às imagens captadas.

Além disso, dois pontos neste dica são bastante decisivos para fornecer dados de alta qualidade e ter seu sistema de vigilância funcionando corretamente.


Esperamos que você possa aproveitar ao máximo os seus equipamentos de agora em diante.
Não esqueça, nossa equipe está sempre disposta para te ajudar.

Fonte: Revista de Segurança Eletrônica

Nossos Parceiros

Nosso compromisso é oferecer as melhores soluções, buscando o que há de melhor no mercado.